Sorteio DoraDoralina + Aninha Cavallari Ateliê

11040148_1795137707377331_859808974_n

Quer deixar sua casa mais bonito com caminho/trilho de mesa DoraDoralina e vários mimos Aninha Cavallari Ateliê?

 

Então participe do sorteio que está rolando no nosso IG.

Super fácil e rápido.

 

Procure o POST OFICIAL com a foto acima no IG @dora_doralina, siga as regrinhas e pronto, você já está participando.

Mas corre que está quase acabando, vai até o dia 30/03.

O sorteio é válido para todo Brasil e você recebe os mimos ai na sua casa.

 

Boa sorte!

Comentar

Share your love

DoraDoralina no Mercado Transversal.

Eu sempre falo da DoraDoralina por aqui, mas nunca posto fotos dos nossos produtos nas feirinhas que a gente participa. Então resolvi mostrar essas fotos da última edição do Mercado Transversal que aconteceu dia 07 de Março.

 

IMG_8984

 

Alguns dos novos produtos e das muitas novidades.

 

IMG_8732

 

Nossos panos de prato.

 

IMG_8733

 

Descansos de panela.

 

IMG_8735

 

Capinhas para vidros e potes.

 

IMG_8737

 

Cestos e cestas.

 

IMG_8740

 

Novas cores de guardanapos.

 

IMG_8743

 

Uma visão geral da mesa.

 

IMG_8746

 

Detalhe das toalhas de mesa que ficam expostas em uma arara.

 

IMG_8752

 

Espero que tenham gostado.

 

Bjks e até a próxima.

Comentar

Share your love

Livro da Semana: Morte Invisível.

Morte invisível-

 

 

Sinopse:

 

morte invisivel

Em meio às ruínas de um hospital militar soviético no norte da Hungria, Pitkin e Tamás procuram antigos suprimentos e armas que possam vender no mercado negro, até que acabam encontrando algo mais valioso do que poderiam imaginar.

Ali está a esperança dos meninos ciganos de deixar a pobreza, de quitar as dívidas da família, quem sabe de se livrar um pouco do preconceito que sofre o seu povo. Porém, suas boas intenções podem provocar a morte de um número alarmante de pessoas.

Na Dinamarca, a enfermeira Nina Borg também se preocupa com o bem-estar dos desfavorecidos, e por isso colocará sua vida em risco mais uma vez. Chamada às pressas para cuidar de um grupo de ciganos húngaros, ela descobre uma doença misteriosa que se espalha de forma implacável. Ao investigar o caso, percebe que há algo de podre em toda aquela história, um segredo perigoso, guardado a sete chaves pelos imigrantes, que pode envolver terrorismo e fanatismo.

Nesta continuação de O menino da mala, Nina acabará colocando sua família na mira de criminosos e se verá diante de uma crise sem precedentes que mobilizará o país.

 

 

Minhas Impressões:

 

Eu sei que vocês já estão cansados de saber, porém, mais uma vez eu escolhi o livro pela capa. E mais uma vez deu certo. A história é incrível e não me arrependi.

Pra começar, infelizmente não tem foto, o livro chegou todo envolto em ataduras e esparadrapos. Achei genial. Tudo a ver com a trama do livro.

 

Outra coisa que precisa ser dita, li em muitos blogs que esse livro é a continuação de O Menino da Mala. Não é verdade. O que temos é o mesmo personagem: a enfermeira Nina. Fora isso temos toda uma nova história sem nada depender do livro anterior, os livros não são interligados.

 

Um dos motivos de querer ler o livro, foi que ao ler a sinopse, vi que trata sobre o povo cigano ou Romani e eu sou super interessada na história de outros povos. Origem, cultura, tudo! Então seria uma ótima oportunidade para aprender um pouco sobre algo novo.

Aprendi que esse povo vive em condições muito difíceis na Europa, em algo similares à favelas. Não é algo que passa muito pela nossa cabeça. A gente sempre acha que por ser um país de primeiro mundo, todo mundo vive bem, que ninguém vive em condições de miséria, mas não é bem assim e vamos ver toda essa realidade através do personagem Tamás.

 

Ele vive em na Hungria, mas nem de longe é aquela Europa linda e histórica que pensamos conhecer. Ele vive com a sua família em condições de miséria, fome, uma vida dura e sofrida repleta de muitos preconceitos e intolerância.

E isso vai permear todo o livro. Não quero falar muito pra não soltar spoilers. Mas se tem uma coisa que não vou aceitar nunca é isso: preconceito e intolerância. Acho que por isso gostei tanto do livro, por abordar esses assuntos sempre tão complicados. O livro trata ainda de tráfico de pessoas, sequestro, abuso sexual, assassinatos. E se você pensar que já tem muito disso tudo no mundo real, pra quê ler um livro com esses assuntos? Eu te respondo: é assim que a gente pode fazer a nossa parte e mudar nosso quintal e se cada um mudar o seu quintal, mudamos o mundo. Mas isso é assunto para outro post e em breve vamos falar sobre o que cada um de nós pode fazer para cuidar do nosso quintal.

 

Claro que a narrativa é intensa, elétrica e eu diria alucinante. Não te deixa largar o livro, você quer ler de uma vez só e comigo foi muito intenso por conta dos assuntos tratados, me incomodava muito.

 

Recomendo que leiam, que não sofram tanto quanto eu sofri. E que principalmente, que o livro cause alguma reflexão. Se causar, só por isso já valeu a pena escrever esse texto.

 

________________________________________________________________________

 

 

Título: Morte Invisível.
Autoras: Lenne Kaaberbøl e Agnete Friis.

Ano: 2015
Editora: Arqueiro
Páginas: 320

Comentar

Share your love

{Dica} Jardins da Junkie!

CAPAJARDINS

Jardins da Junkie? Por que? Como assim?

 

A gente explica!

A feirinha nasceu entre amigos mesmo... As meninas da Junkeria, idealizadoras do evento, chamaram uns amigos pra conhecer os produtos da loja (que a propósito são lindos de viver pra quem é VICIADO em cultura pop!) e pediram bis.

 

Esqueça aquela ideia que você tem de feira grande. O ambiente é super aconchegante. A feira acontece no jardim da casa de uma das meninas da Junkeria.

É uma super pedida pra um sábado a tarde, hein?

10430370_821114571295862_1924726732054982396_n

 

Nessa edição, tem a participação de duas marcas super novinhas de doces: a Bolo de Mangaio e a estreia da Pedaço de Céu. Para as formigas de plantão, parada obrigatória!

Além, é claro, das já parceiras do evento: Santa Pulseira, que tem cada pulseira mais linda que a outra, sem falar dos colares, viu? Vontade de levar tudo!

E a DoraDoralina, cheia de produtos pra quem gosta de deixar a casa uma lindeza!

E a Universo, que participa do Jardins pela primeira vez, mas já é o xodó das meninas que enlouquecem com acessórios e mimos para o quarto!

 

Quer mais?

As meninas da Junkeria mandaram avisar que as marcas estarão com descontos e produtos EXCLUSIVOS!

Convite feito, não dá pra deixar de ir né?

SÁBADO, 14/03, das 15h as 19h na Rua Lívio Barreto, no número 565!

Entre as ruas Joaquim Nabuco e Tibúrcio Cavalcante.

 

Estão todos convidados.

Comentar

Share your love

2013 Mulheres em Conflito