{Faça você mesmo} Cordão de bolinhas de led.

IMG_0075

Eu nem sei o certo o nome desse troço. Sempre chamo de cordão de bolinhas de led. Tenho um em casa e foi meio caro, só tem 1,5m e custou R$30,00 reais. Comprei pra usar no Mercado Transversal. Depois, pesquisando ideias para iluminação, o evento ocorre em um jardim, achei esse DIY e resolvi compartilhar com vocês.

 

É super fácil de fazer. Você vai precisar de pisca-pisca de led na cor da sua preferência, esse da foto é branco. Bolinhas de ping-pong e estilete.

IMG_0037

 

Faça um corte em x na bolinha. Um corte pequeno, o suficiente pra passar a luz do pisca-pisca.

IMG_0047

 

Insira a lâmpada na bola e deixe somente o fio para fora.

IMG_0058

 

 

Faça o mesmo processo em todo o pisca-pisca. Prontinho! Seu cordão de bolinhas de led está pronto para deixar sua casa mais bonita.

110be31b2e1e67534e9078d37d96191b

 

Fácil demais.

Pra ver o post original clique aqui.

 

Bjks e até a próxima.

Comentar

Share your love

Como ter uma cozinha fofa.

Lá na fanpage, sempre que tem foto de cozinhas com fofurice, é o maior sucesso.

Que é lindo, todo mundo concorda, mas como fazer pra ter uma cozinha tão fofa como essas?

 

Esse post vai te dar algumas dicas para sua cozinha ficar linda e você receber muitos owns.

 

Vem comigo.

 

1. Tons pastel.

 10991441_784367201650988_2767625512996171514_n

Uma cozinha fofa tem que ter uma boa combinação de cores em tom pastel. Azul, branco e rosa fazem uma harmonia perfeita. Cuidado para não ficar sobrecarregado, o ideal é ter mais branco pontuado por tons de azul e rosa.

 

 

2. Paninhos e peças de crochê.

 4a5d349608000fb7e9e94fb64075274e

 

Uma prateleira pra pendurar fofurices não pode faltar. E pra completar uma cortininha de poá. Se tiver peças e paninhos de crochê, a fofura está completa.

 

3. Muito amor envolvido.

 

332504cabbd7a76de2c76672e41b3395

Se tiver poá vermelho e branco sua cozinha já tá fofa, mas se tiver corações é super fofa. Amor nunca faz mal e aqui deixa tudo mais bonito e feminino.

 

4. Vintage.

51556c69d375d7338ef8c78f291bc269

 

Umas latinhas com estampa vintage, floral, retrô deixam qualquer lugar muito mais bonito. Use-as para colocar biscoitos, guardar miudezas como abridor de latas e muitas outras coisas.

 

5. Toque final.

224bcbbef4739462577222afd99464ec 

Cortininha xadrez com bico inglês. Até eu quero essa cortina. Linda demais.

Amarrada com um laço ilumina a cozinha na medida certa e a fofura está completa.

 

Gostaram?

Sua cozinha tem alguma fofura? Manda a foto pra gente.

 

Bjks e até a próxima.

Comentar

Share your love

É Carnaval!

carnaval

É carnaval e vou tirar uma folguinha.

Aproveitar esses dias para descansar, colocar a leitura em dia. Ver meus filmes e séries favoritos.

Também estou preparando muitas novidades na DoraDoralina.

Dia 23 estaremos de volta.

 

Aproveitem o feriadão.

 

Bjks e até a volta.

Comentar

Share your love

Uma casa no meio do caminho.

10991066_910476932317192_6610937092779003757_n

 

 

UMA_CASA_NO_MEIO_DO_CAMINHO_1418213588425713SK1418213588B

 

Um enorme shopping estava prestes a ser construído na cidade americana de Seattle, mas no meio do terreno havia a casinha de Edith Wilson Macefield, uma velhinha durona que estava decidida a não arredar pé dali. Quando o responsável pela obra, Barry Martin, foi conversar com ela, todos acreditaram que iria convencê-la a mudar de ideia. Mas estavam redondamente enganados.

Nesta emocionante e singela história real — que serviu de inspiração para uma campanha de divulgação do filme Up: Altas aventuras —, Barry conta como nasceu a inusitada amizade entre ele e Edith, e as lições de vida que aprendeu com ela.

 

 

 

 

 

 

 

 

Minhas Impressões:

 

O principal motivo que me fez escolher esse livro, foi saber que o filme Up! tinha alguma coisa a ver com essa história. Sou totalmente louca, apaixonada por esse filme. E amo aquela imagem da casa com os balões. Pois bem, quando vi a capa do livro logo associei ao filme e li a sinopse. Não pensei duas vezes ao escolhê-lo e não me arrependi.

 

Eu adoro conversar com pessoas mais velhas. Desde criança sempre estive em meio a pessoa bem mais velhas que eu e isso me fez perceber desde cedo como essas pessoas tem algo pra nos ensinar com suas histórias e suas experiências ao logo da vida.

 

Durante toda a leitura desse livro, eu só conseguia pensar na minha avó. Ela e Edith tem várias coisas em comum: independência, mal humorada algumas vezes mas carinhosíssimas com quem merece seu carinho. E sempre tem uma lição de vida a dar, algo pra ensinar, algo pra você aprender.

 

Edith é uma mulher notável, independente, determinada e muito decidida. Fiquei completamente apaixonada por suas histórias, toda a sua vida, tudo o que ela viveu e o mundo que conheceu. Ao mesmo tempo fiquei encantada com sua determinação em não aceitar as propostas de milhares de dólares que fizeram pela sua casa e decidir que era naquela casa, a casa dela que ela queria viver até morrer.

 

Esse é um daqueles livros que te deixam pensando na vida, que te fazem pensar nas suas atitudes perante o mundo e as pessoas. A amizade entre Edith e Barry, por mais improvável que possa parecer para alguns, pra mim foi algo natural e esperado. Aconteceu no tempo certo, na hora certa e foi fundamental para ambos. Barry aprendeu muito com Edith e deu muito em troca.

 

Fique extremamente comovida com esse relacionamento, como a amizade foi importante para ambos. Como Barry cuida de Edith com tanta dedicação e carinho. Fiquei pensando em quantos filhos não tem paciência com pais idosos e os largam em asilos. Não vivem com eles até o fim dos seus dias, não desfrutam da sua experiência, do seu carinho, do seu aprendizado e não dão o que receberam dos pais a vida inteira.

 

Edith ficou no meu coração e fiquei pensando como eu também gostaria de ter conhecido a sua casa e de viver uma amizade como a dela e de Barry. Fiquei um pouco incomodada por Barry não acreditar muito nas histórias que Edith lhe contava. Não duvidei de nada nem por um segundo.

 

Recomendo esse livro para pessoas de todas as idades. Vale muito a pena a sua leitura.

 

Bjks e até a próxima.

----------------------------------------------------------------------------

 

 

Título: Uma casa no meio do caminho

Autor: Barry Martin e Philip Lerman
Ano: 2015

Páginas: 240
Editora: Sextante

Comentar

Share your love

2013 Mulheres em Conflito